RED RYDER – O “CAVALEIRO RUIVO”

Nota: Mais um excelente artigo do nosso prezado colaborador Carlos Gonçalves, oriundo, tal como os anteriores, do fanzine brasileiro Q.I. (Quadrinhos Independentes), editado e coordenado por Edgard Guimarães, a quem devemos também a divulgação destes trabalhos no Era uma vez o Oeste. A ambos, os nossos agradecimentos.

Red Ryder (Cavaleiro Ruivo) é uma das maiores criações da BD norte-americana e rendeu justa celebridade ao seu autor Fred Harman, também chamado “o pintor do Oeste”, que viveu num rancho e conhecia a fundo o ambiente onde se desenrolavam as peripécias dos seus personagens, dando-lhes um cunho de veracidade pouco comum. 

Em Portugal e no Brasil, não houve certamente nenhum entusiasta leitor das histórias aos quadradinhos (ou quadrinhos), dos anos 1950/60, que não elegesse o Cavaleiro Ruivo como um dos seus cowboys favoritos. E note-se que nesse tempo, em matéria de heróis e de séries do Faroeste, havia muito por onde escolher…

Advertisements