DALE EVANS, A RAINHA DO OESTE

Nota: o presente artigo do nosso prezado colaborador Carlos Gonçalves foi, tal como os anteriores, publicado originalmente no fanzine brasileiro Q.I. (Quadrinhos Independentes), editado e coordenado por Edgard Guimarães, a quem devemos também a sua divulgação no Era uma vez o Oeste. A ambos, os nossos agradecimentos.

Advertisements

ROY ROGERS – O REI DOS “COWBOYS”

Nota: o presente artigo do nosso prezado colaborador Carlos Gonçalves foi, tal como os anteriores, publicado originalmente no fanzine brasileiro Q. I. (Quadrinhos Independentes), editado e coordenado por Edgard Guimarães, a quem devemos também a sua divulgação no Era uma vez o Oeste. A ambos, os nossos agradecimentos.

A 2ª parte deste artigo, dedicada a Dale Evans, companheira de Roy Rogers na vida real e em dezenas de filmes (que lhe valeram o cognome de rainha do western), será publicada em breve. Para ela chamamos também a vossa atenção.

SÉRIES FAMOSAS: “OS GRANDES MITOS DO OESTE”

Nota: o presente artigo do nosso prezado colaborador Carlos Gonçalves foi, tal como os anteriores, publicado originalmente no fanzine brasileiro Q. I. (Quadrinhos Independentes), editado e coordenado por Edgard Guimarães, a quem devemos também a sua divulgação no Era uma vez o Oeste. A ambos, os nossos agradecimentos.

HERÓIS DO OESTE: BUFFALO BILL

Eis outro artigo do nosso prolífico e assíduo colaborador Carlos Gonçalves — grande especialista de Banda Desenhada e da temática western —, cuja 1ª parte é dedicada a um dos mais lendários heróis do Oeste americano. A 2ª parte, com um tema diferente, abordando a série Grandes Mitos do Oeste — criada por dois nomes incontornáveis da BD espanhola: Josep Toutain e José Ortiz —, será apresentada em breve.

Recordamos que este artigo foi também publicado no fanzine brasileiro Q.I. (Quadrinhos  Independentes), editado por outro grande especialista: Edgard Guimarães.

GRANDES SÉRIES ITALIANAS: “WELCOME TO SPRINGVILLE”

Esta é a 2ª parte de mais um excelente artigo do nosso prezado colaborador Carlos Gonçalves, alusivo a duas grandes séries italianas: Ken Parker e Welcome to Springville, que infelizmente já não se publicam (e a última ainda inédita em Portugal).

O presente artigo foi, tal como os anteriores, originalmente publicado no fanzine brasileiro Q.I. (Quadrinhos Independentes), editado e coordenado por Edgard Guimarães, a quem devemos também a sua divulgação no Era uma vez o Oeste  

GRANDES SÉRIES ITALIANAS: KEN PARKER

Eis mais um valioso trabalho do nosso dedicado colaborador Carlos Gonçalves, sobre um dos muitos temas que domina com inteiro saber: o western nas revistas de banda desenhada portuguesas, brasileiras e de outros países. Este artigo — que está dividido em duas partes, sendo a segunda (a apresentar proximamente) dedicada a outra famosa série italiana, Welcome to Springville) — foi publicado no excelente fanzine QI (Quadrinhos Independentes), produzido por Edgard Guimarães, um dos maiores conhecedores e divulgadores da 9ª Arte (Histórias em Quadrinhos) e do fandom brasileiro.

Brevemente, na nossa rubrica “O Cavalo do Oeste”, apresentaremos um magnífico episódio desta série, com 20 páginas a cores (e sem texto), magistralmente realizadas por Ivo Milazzo — e que foram uma revelação na obra deste autor, mestre da arte do preto e branco, mas também exímio colorista.

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

OS “COW-BOYS” DE ANTIGAMENTE

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

Reflexões sobre

NOTA: Este longo e pormenorizado artigo de Carlos Gonçalves sobre os saudosos heróis do western que pululavam no cinema e nas histórias aos quadradinhos, com destaque para o panorama das revistas brasileiras de cowboys, foi previamente publicado no nº 4 da Revista do Clube Tex Portugal, em Junho do corrente ano, mas sem a parte final, sobre os cowboys criados por desenhadores e argumentistas brasileiros.

Carlos Gonçalves, um dos maiores especialistas portugueses da Nona Arte e dinâmico membro directivo do Clube Português de Banda Desenhada — que lhe deve, em grande parte, o vigoroso impulso com que renasceu de um longo letargo, tendo este ano celebrado festivamente o seu 40º aniversário —, voltará em breve a obsequiar este blogue com outros trabalhos profusamente documentados (e ilustrados).

Realce também para Edgard Guimarães, outro grande dinamizador das “histórias em quadrinhos” (como são conhecidas no Brasil), e o valioso contributo que deu para a elabo- ração deste artigo — publicado igualmente no seu fanzine Q.I. —, tanto no arranjo gráfico como alargando-o ao universo dos autores e editores brasileiros que criaram inúmeras séries originais, com cowboys arquetípicos que fomentaram também a popularidade do western (ver o seu texto na última página).