O SAN VINCENZO DE PAOLI (SÃO VICENTE DE PAULO), PINTADO POR GALLEPPINI

Uma peça sacra, obra juvenil do mítico Galep (primeiro desenhador italiano do género western) está exposta em Piacenza, com a particularidade de São Vincenzo se assemelhar a Kit Carson.

Antes de Tex Willer, nos lápis de Aurelio Galleppini, o mítico Galep, havia um outro personagem, que no lugar de um colt professava o Evangelho: San Vincenzo de Paoli, um grande apóstolo da caridade cristã. E antes do bife e de uma autêntica montanha de batatas fritas, com o inseparável Kit Carson, na imaginação do autor de banda desenhada havia um prato de sopa, em troca de uma pintura (realizada em 1947) para a igreja das irmãs da ordem de San Vincenzo, em Cagliari.

A história da história ressurge no colégio Alberoni, em Piacenza, na exposição “As cores da caridade“, onde entre cerca de trinta pinturas e retratos do patrono universal dos pobres e dos marginalizados emerge uma obra do pai gráfico do imortal Ranger, nascido da escrita de Gianluigi Bonelli. É um San Vincenzo muito distante dos canyons e das pradarias do Oeste, que na Paris do século XVII devastada pela peste e pela fome se batia contra os abusos e as injustiças.

O quadro de San Vincenzo (São Vicente) pintado por Galep, em 1947

A mão de Galep é a mesma das primeiras tiras de Tex e em San Vincenzo há quem veja uma certa semelhança com Kit Carson. Na pintura não há revólveres ou espingardas, há crianças abandonadas, expostas, filhas de ninguém. De Tex não há vestígios, mas no quadro pintado por Galep há uma coisa que une o santo ao herói: a defesa dos mais fracos, aquele código moral que faz lutar contra as injustiças da vida.

O belo quadro de Galep exposto na capela das Irmãs Vicentinas, em Cagliari

San Vincenzo traz a mensagem cristã de aceitação que não faz distinções de categorias entre os necessitados; Tex acrescenta a defesa dos mais fracos, um conceito aplicado por Gianluigi Bonelli nos textos das suas histórias.

(Post extraído, com a devida vénia, do Tex Willer Blog. Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

Advertisements

FABIO CIVITELLI: UMA BELA HOMENAGEM AO MESTRE AURELIO GALLEPPINI, CRIADOR GRÁFICO DE TEX

(Ilustração de Fabio Civitelli extraída, com a devida vénia, do Tex Willer Blog)

Civitelli e Galleppini — dois grandes ilustradores separados por muitas décadas, mas cujas criações se tornaram míticas, pelo que representam no conjunto da saga texiana: a tradição clássica que vem desde as origens (Galleppini, 1948) e a abertura a novos rumos, a estilos e desígnios mais modernos, com Ticci e Civitelli a desbravarem caminhos, a partir de 1967 e 1985, datas fulcrais no desenvolvimento artístico da série. 

O BARALHO DE CARTAS DE TEX

Desde 7 de Junho p.p., os álbuns italianos do famoso Ranger do Texas trazem cartas que permitem completar um baralho exclusivo de Tex e dos seus pards!

Quantas vezes o Ranger idealizado por Gianluigi Bonelli e criado graficamente por Aurelio Galleppini deu provas da sua destreza e da sua astúcia manuseando cartas? Inumeráveis! Desde as primeiras aventuras que Tex mostra a sua habilidade de atirador, ao disparar contra uma carta pendurada num muro, ou derrota com destreza verdadeiros profissionais, usando as mesmas armas.

Se você, caro leitor, gosta de jogar às cartas, saiba que a partir de agora pode divertir-se com as cartas exclusivas de Tex: todas as suas séries italianas publicadas em Junho e ainda o Tex inédito de Julho, sem qualquer acréscimo de custo, trazem várias cartas que formarão um baralho azul, num total de 55 cartas, para guardar num belo estojo amarelo oferecido gratuitamente com o primeiro lançamento (7 de Junho).

Eis o  calendário detalhado de todas as publicações que trazem as cartas de Tex:

  • 7 de Junho Tex 680: 22 cartas (13 cartas de copas e ainda os 9 e os 10 dos outros três naipes, os 2 jokers e uma carta ilustrada) + caixa amarela para guardar o baralho;
  • 9 de JunhoTex Classic 8: 11 cartas (do ás ao 8, dama, valete e rei de paus).
    As mesmas cartas podem ser adquiridas alternativamente;
  • 16 de Junho Tex Nuova Ristampa 422: 11 cartas (do ás ao 8, dama, valete e rei de paus);
  • 23 de JunhoTex Classic 9: 11 cartas (do ás ao 8, dama, valete e rei de ouros).
    As mesmas cartas podem ser adquiridas alternativamente;
  • 27 de Junho Tutto Tex 555: 11 cartas (do ás ao 8, dama, valete e rei de ouros);
  • 6 de JulhoTex 681: 11 cartas (do ás ao 8, dama, valete e rei de espadas).

Por sua vez, quem quiser comprar um baralho completo (vermelho e com estojo azul), pode adquiri-lo de uma só vez, pagando 7,90 euros + o preço de qualquer dos álbuns em que estiver interessado.

Adquira as cartas e relaxe jogando com os seus amigos, durante as férias que se aproximam, em companhia de Tex e de todos os seus pards.

Alessandro Piccinelli exibe as primeiras cartas de Tex

As cartas de Tex são produzidas pela Sergio Bonelli Editore em colaboração com a Modiano, garantia de qualidade made in Italy!

(Post extraído, com a devida vénia, do Tex Willer Blog. Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas).

EM 2018 TEX FESTEJARÁ 70 ANOS

Conforme já foi anunciado pelo blogue português do Tex (notícia a que também fizemos referência), coube ao veterano autor Giovanni Ticci, mestre do preto e branco e das cores — como demonstram tantos dos seus magníficos trabalhos (de que aqui fica mais um exemplo) —, a grata e honrosa tarefa de realizar a edição especial comemorativa do 70º aniversário de um dos mais emblemáticos heróis da BD western, edição essa totalmente colorida e que será publicada no próximo ano, com um brinde extra que decerto aguçará o “apetite” dos coleccionadores: uma caixa arquivadora.

Além disso, a aventura contida nessa edição especial narrará factos inéditos do passado de Tex, voltando a mergulhar num rico filão cheio de “pepitas” escondidas, que desperta sempre o interesse dos leitores. Mais um histórico marco da longa saga texiana iniciada em Setembro de 1948, numa modesta revista italiana, mas que depressa se impôs pelas características ímpares do seu herói, “fruto da mente criativa de Gian Luigi Bonelli e da pena mágica do mestre Aurelio Galleppini!” (citando José Carlos Francisco, mentor do Tex Willer Blog e presidente do Clube Tex Portugal).

AS PRIMEIRAS CAPAS DE “TEX CLASSIC”

NOVA COLECÇÃO DE TEX (A CORES)

tex-classic1

Conforme já foi anunciado no blogue do Tex, no próximo dia 3 de Março, inicia-se, em Itália, uma nova colecção de Tex! Colecção essa com algumas particularidades sui generis, como o facto de ser a cores, ter uma periodicidade quinzenal, 64 páginas e custar 2.90€, com o selo da SBE, reeditando todas as aventuras de Tex desde as primeiras stiscias até às mais recentes edições no formato “bonelliano” (16 X 21 cm).

Damos hoje a conhecer aos nossos leitores, por cortesia do blogue do Tex, as duas primeiras capas desta colecção (ambas da autoria de Aurelio Gallepppini), com os episódios “O Totem Misterioso” e “A Mão Fantasma”.

capa-da-edicao-no-1-de-tex-classic

capa-da-edicao-no-2-de-tex-classic

Trata-se de mais uma oportunidade para novos (e porque não, velhos) leitores de Tex (re)lerem a saga do Ranger e dos seus pards, na exacta sequência em que foram realizadas de 1948 até hoje, agora a cores, mostrando uma vez mais o enorme sucesso deste grande fenómeno da banda desenhada italiana! A seguir, podem ver duas páginas repletas de acção, extraídas do primeiro e mítico episódio.

tex-classic-2-e-3

(Nota: Post reproduzido, com a devida vénia, do Tex Willer Blog. Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas).

A REVISTA DO CLUBE TEX PORTUGAL SOMA E SEGUE

tex-contracapa-5-281-copy

Ilustração de Michele Benevento na contracapa da revista  nº 5 do Clube Tex Portugal.

A revista nº 5 do Clube Tex Portugal, que começou no passado mês de Dezembro a ser enviada aos sócios do Clube, continua a chegar aos seus destinatários, seja através da entrega pessoal por parte do director Carlos Moreira, seja por via postal, não somente para Portugal, mas também para os países onde existem associados do Clube Tex Portugal, como por exemplo na Itália, França e Holanda.

Recheado de interesse, como todas as edições anteriores, com ilustrações inéditas de  artistas italianos e portugueses, a começar pelas espectaculares capas (a principal e a extra), da autoria de Maurizio Dotti, este número da revista do Clube Tex Portugal será certamente lido num fôlego por todos os sócios, alguns dos quais já enviaram as suas fotografias ao Tex Willer Blog (de onde reproduzimos várias, com a devida vénia), exibindo com regozijo os novos exemplares que vieram enriquecer a sua colecção.

francesco micoli com as duas versões da revista nº 5 do Clube Português

Francesco Micoli com as duas versões da revista nº 5 do Clube Português.

roberto-roli-exibe-orgulhosamente-a-revista-no-5-do-clube-tex-portugal-juntamente-com-as-duas-versoes-de-o-segredo-do-juiz-bean-da-polvo-editora

Roberto Roli exibe orgulhosamente a revista nº 5 do Clube Tex Portugal, juntamente com as duas versões de “O Segredo do Juiz Bean”, da Polvo Editora.

Sócio António Moreira, em França, exibe a revista nº 5 do Clube Tex Portugal.

socia-fernanda-martins-na-holanda-lendo-a-revista-no-5-do-clube-tex-portugal

A sócia Fernanda Martins, na Holanda, lendo a revista nº 5 do Clube Tex Portugal.

socia-teresa-moreira-exibe-as-suas-duas-revistas-no-5-do-clube-tex-portugal

A sócia Teresa Moreira exibe as suas duas revistas nº 5 do Clube Tex Portugal.

as-duas-versoes-da-revista-nc-5-do-clube-tex-portugal-nas-maos-do-socio-pedro-martins

As duas versões da revista nº 5 do Clube Tex Portugal nas mãos do sócio Pedro Martins.

Partilhamos também, com os nossos leitores que ainda não conhecem a revista do Clube Tex Portugal, o sumário deste número e algumas das suas 48 páginas, recheadas, como já referimos, de magníficas ilustrações e de textos escritos pelos seus melhores colaboradores, portugueses, brasileiros e italianos, cujo entusiasmo, talento e dedicação à revista e ao Clube que ostentam o nome da mítica criação de Gianluigi Bonelli e Aurelio Galleppini, é a principal razão por que esta briosa equipa, chefiada por Mário João Marques (director) e José Carlos Francisco (coordenador), tem sido capaz de superar o excelente trabalho realizado, número após número.

Parabéns, pois, ao Clube Tex Portugal, que já começou a organizar a sua próxima Mostra, em Anadia, com data marcada para 29/30 de Abril de 2017 e a presença de mais dois autores italianos ligados a Tex e à editora Bonelli, mas também com um ilustre passado no mundo dos fumetti: Andrea Venturi e Leomacs (Massimiliano Leonardo).

(Ver mais notícias sobre esta Mostra e a revista do Clube Tex Portugal no Tex Willer Blog: http://texwillerblog.com/wordpress/?p=69722)

associe-se-ao-clube-tex-portugal-copy

REVISTAS DE TEX À VENDA EM OUTUBRO

Relação das revistas da Mythos Editora, distribuídas em Portugal, pela VASP – Distribuidora de Publicações Lda, durante o mês de OUTUBRO de 2016:

tex-523TEX 523
CAÇADO!
Texto: Tito Faraci – Desenhos: Pasquale Del Vecchio

História originalmente publicada em Tex italiano 623

Tex envolve-se numa luta com um grupo de bandidos que massacrou os habitantes de uma fazenda. Ferido, o Ranger é salvo pelo sargento aposentado Burke e pelo seu ajudante, o jovem Rufus. Burke envia Rufus à cidade vizinha de Springwood para avisar o xerife Parker. Mas quando Tex volta a si, apercebem-se de que o culpado do ataque é o próprio xerife, junta- mente com o poderoso rancheiro Neville.     P: 3,60€

tex-colecao-318TEX COLEÇÃO 318
A SOMBRA DE MEFISTO

Texto: G. L. Bonelli – Desenhos: Aurelio Galleppini

História originalmente publicada em Tex italiano 265

Nesta edição veremos o final da aventura de Tex e Kit Carson, envolvidos no duro conflito entre duas empresas de transportes, a Butterfield e a sua desonesta rival Overland. E veremos também uma nova aventura de arrepiar, pois os dois maiores inimigos do Ranger voltaram para infernizá-lo… Claro que se trata do diabólico Mefisto e do seu filho não menos demoníaco Yama, dispostos a vingar-se dos seus inimigos jurados. Para isso, Yama vai pedir a ajuda dos seguidores da seita do vodu, de Nova Orleans, e também dos descendentes dos astecas que vivem na Serra Encantada.     P: 3,40€

tex-colecao-319TEX COLEÇÃO 319
A BRUXA DO VODU

Texto: G. L. Bonelli – Desenhos: Aurelio Galleppini

História originalmente publicada em Tex italiano 266

Yama, o diabólico filho de Mefisto, lançou um desafio a Tex: irá esperá-lo no Vale Hermoso, onde, graças aos seus poderes infernais, conseguiu recrutar como aliados os últimos astecas, sobreviventes do antigo império. A luta afigura-se terrível e, por isso, El Morisco dá a Tex e aos seus parceiros quatro anéis mágicos, capazes de combater os feitiços de Yama.
P: 3,40€.

tex-ouro-78TEX OURO 78
A SANGUE FRIO

Texto:  Claudio Nizzi – Desenhos: Guglielmo Letteri

História originalmente publicada em Tex italiano 483 e 484

Um oficial aposentado, o Major Wingate, decide comprar um pe- queno rancho para começar uma nova vida. Mas não imaginava que na cidade de Federação, a mais próxima do seu rancho, imperava a violência e todo o tipo de falcatruas e de crimes. Sentindo-se em perigo, mas decidido a não abandonar as suas terras, o major resolve pedir auxílio aos seus amigos Tex e Carson.     P: 8,50€

tex-anual-17TEX ANUAL 17
A IRA DE RICK MELVILLE/O PREÇO DO ÓDIO
Texto: Tito Faraci – Desenhos: José Ortiz & Ugolino Cossu

História originalmente publicada em Maxi Tex italiano 19

Esta edição traz duas histórias que evidenciam bem o conceito de justiça de Tex. A primeira aventura conta a história de um jovem perseguido desde a infância por acusações infames, entre as quais a do incêndio propositado que causou a morte dos seus pais. Mas seria mesmo ele o culpado? Só Tex e Carson podem fazer luz sobre a verdade! Na segunda história, os nossos heróis ficam a saber que os rebeldes Jicarillas de Puma Negro são acusados de vários massacres e do fim trágico de uma família de colonos. Mas alguns detalhes levam Tex a compreender que, mais uma vez, a razão não está do lado da lei dos brancos.     P: 9,00€