LAURA ZUCCHERI E A CONTRACAPA DA REVISTA Nº 8 DO CLUBE TEX PORTUGAL

Por José Carlos Francisco

A revista do Clube Tex Portugal, devidamente autorizada pela Sergio Bonelli Editore, neste seu oitavo número, a publicar no corrente mês de Agosto, terá, uma vez mais, DUAS versões para a capa, ambas da autoria de PASQUALE DEL VECCHIO [como já mostrámos neste blogue], consagrado desenhador italiano que foi a estrela presente na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, evento ocorrido em 2014 na cidade de Anadia.

Laura Zuccheri e uma prancha original do seu Tex Gigante, a ser publicado em 2019

Mas Pasquale Del Vecchio não é o único autor do staff de Tex a contribuir e valorizar este 8º número de uma revista já fadada ao sucesso e que ficará cada vez mais na história de Tex em Portugal (e não só), pois também Laura Zuccheri, a primeira mulher a desenhar Tex Willer, uma das mais recentes aquisições do staff de Tex, vem enriquecer este projecto nacional ao desenhar para a contracapa da revista uma magnífica ilustração de Tex e Dinamite, devidamente dedicada aos amigos do Clube Tex Portugal.

Ilustração de Laura Zuccheri para a revista nº 8 do Clube Tex Portugal

Depois de Andrea Venturi, Stefano Biglia e Maurizio Dotti na revista nº 1 do Clube Tex Portugal, Fabio Civitelli, Corrado Mastantuono, Lucio Filippucci e novamente Andrea Venturi na revista nº 2, Luca Vannini, Stefano Biglia, Pasquale Del Vecchio e uma vez mais Maurizio Dotti na edição nº 3, Enrique Breccia, Dante Spada, Bruno Brindisi e Alessandro Nespolino no quarto número, Maurizio Dotti, Alessandro Bocci, Michele Benevento e Pasquale Del Vecchio na edição nº 5, Massimo Rotundo, Alessandro Poli, Fabio Civitelli e Stefano Biglia na revista nº 6, Stefano Biglia, Alessandro Nespolino, Leomacs e uma vez mais Massimo Rotundo na edição nº 7, neste oitavo  exemplar teremos as colaborações de Pasquale Del Vecchio, Laura Zuccheri, Sandro Scascitelli, que também comprovam, deste modo, a importância e o carinho postos por todos estes consagrados desenhadores neste projecto editorial dedicado aos sócios do Clube Tex Portugal, não esquecendo a própria Sergio Bonelli Editore, com o seu contínuo apoio, e o argumentista Moreno Burattini, que uma vez mais escreve um texto EXCLUSIVO para a revista do Clube Tex Portugal!

Dedicatória de Laura Zuccheri para os amigos do Clube Tex Portugal

(Post reproduzido, com a devida vénia, do Tex Willer Blog. Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas).

Advertisements

A REVISTA Nº 8 DO CLUBE TEX PORTUGAL TERÁ DUAS CAPAS DE PASQUALE DEL VECCHIO

Texto de José Carlos Francisco

Julho marca o regresso da revista do Clube Tex Portugal, um projecto feito por sócios e dirigido a todos os sócios do clube português, focando os mais variados temas em redor de Tex e do western em geral.

As duas capas de Pasquale Del Vecchio para a revista nº 8 do Clube Tex Portugal

Este oitavo número terá 52 páginas (mais uma vez ultrapassa-se a barreira das 50 páginas) e apresenta novamente duas versões para a sua capa, desta vez do magnífico desenhador PASQUALE DEL VECCHIO. Em 2014 os leitores portugueses tiveram oportunidade de o conhecer devido à sua presença na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, realizada, como sempre, em Anadia, onde foi a estrela presente no evento português.

Del Vecchio respondeu prontamente às nossas solicitações, com informações, sugestões e com o envio de dois desenhos. A capa principal trará Tex Willer montado no seu fiel Dinamite. Mas com duas belas ilustrações optou-se novamente (tal como aconteceu com as revistas nº 2, que teve duas capas de Fabio Civitelli; nº 3, que teve duas capas de Luca Vannini; nº 4, que teve duas capas de Enrique Breccia; nº 5, com duas capas de Maurizio Dotti; nº 6, com duas magníficas capas de Massimo Rotundo; e nº 7, com duas belas capas de Stefano Biglia) por fazer a revista com duas capas diferentes, uma clássica com Tex cavalgando o seu bravo Dinamite, numa magnífica paisagem, e uma alternativa, com grande impacto visual, onde Tex tem o seu olhar na direcção do leitor.

Capa principal da revista nº 8 do Clube Tex Portugal

Neste oitavo número, para além das magníficas capas de Pasquale Del Vecchio, destaque ainda para as colaborações exclusivas dos consagrados autores Laura Zuccheri, Sandro Scascitelli, Pedro Mauro e Moreno Burattini (que nos fala do Tex de Claudio Nizzi).

Neste número regressam, para além dos textos do director Mário João Marques (com um extenso dossier dedicado aos 70 anos de Tex, um irresistível clássico sem idade), de José Carlos Francisco (que nos traz a reportagem da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal), do Jesus Nabor (que escreve sobre a aventura texiana sem limites), do Sandro Palmas (que nos apresenta um texto de Galep a Tex), do Rui Cunha (com um extenso dossier intitulado “Yama contra Tex, vingança sem fim“), do Júlio Schneider (que escreve sobre os duelos míticos do Ranger) e do Jorge Machado-Dias (que conta a história de como descobriu o Tex).

Destaque ainda para homenagens desenhadas dos fãs António Carlos Moreira, António Lança-Guerreiro, Haris Varajic, Ronald Guimarães e Jorge Machado-Dias, e dos consagrados desenhadores portugueses José Pires e João Amaral, aos 70 anos de Tex, numa bela galeria de ilustrações exclusivas!

Capa variante da revista nº 8 do Clube Tex Portugal

Nota do Clube Tex Portugal a todos os sócios:

Como habitualmente, os sócios do Clube Tex Portugal (com excepção dos sócios menores) COM AS QUOTAS DO MÊS DE JUNHO PAGAS, terão direito a receber gratuitamente um exemplar da revista. Dado que este 8º número será publicado com duas versões da capa, o exemplar gratuito será o da versão com desenho de Tex e Dinamite.

Adicionalmente, sem qualquer limite, os sócios podem adquirir mais exemplares da revista, quer da versão oficial quer da versão alternativa, sendo o preço unitário de 10 euros.

Deste modo, todos os sócios que desejem adquirir exemplares extras da revista, devem informar desde já (e impreterivelmente até ao dia 27 de Julho) o Clube Tex Portugal, através do Tex Willer Blog ou escrevendo para José Carlos Francisco (josebenfica@hotmail.com), indicando o número de exemplares pretendido para cada versão da capa e procedendo ao respectivo pagamento na conta do Clube Tex Portugal ou através de Paypal [ver indicações mais abaixo], enviando o comprovativo desse mesmo pagamento.

  • Pagamentos internacionais por transferência bancária  devem ser feitos com todas as despesas a serem suportadas pelo ordenador, sem qualquer dedução no valor a receber pelo Clube, devendo ser creditada a conta PT50003600009910590434664 em nome do Clube Tex Portugal na Caixa Económica Montepio Geral – código swift: MPIOPTPL;
  • Pagamentos nacionais por transferência bancária  devem ser feitos para o IBAN PT50003600009910590434664
  • Pagamentos por Paypal devem ser efectuados para o e-mail cacem.moreira@gmail.com com todas as despesas a serem suportadas pelo ordenador, sem qualquer dedução no valor a receber pelo Clube.
(Post reproduzido, com a devida vénia, do Tex Willer Blog. Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas).

OS 70 ANOS DE CARREIRA EDITORIAL DE TEX SERÃO COMEMORADOS, EM SETEMBRO, PELO CPBD E PELO CLUBE TEX PORTUGAL

Bruno Ramella, desenhador de Tex, estará na Amadora nos dias 29 e 30 de Setembro para celebrar os 70 anos do famoso Ranger.

Neste ano de 2018, em que se celebram os 70 anos de vida editorial de Tex Willer, o Clube Português de Banda Desenhada (CPBD), instituição fundada a 28 de Junho de 1976 e que recentemente completou 42 anos de existência, decidiu associar-se ao Clube Tex Portugal e à Sergio Bonelli Editore, de modo a realizar na sua sede, na Reboleira (Amadora), uma grande exposição comemorativa dos 70 anos de Tex Willer, exposição essa que contará com trinta (30) pranchas das aventuras do Ranger criado em 1948 por Gian Luigi Bonelli e Aurelio Galleppini, englobando trinta autores dos primórdios da saga até aos nossos dias.

Tratar-se-á de uma Mostra composta por uma prancha desenhada por cada um dos trinta desenhadores seleccionados pela Sergio Bonelli Editore e representativa da evolução de Tex no decurso destes 70 anos de vida editorial. A Mostra também conterá revistas, livros e objectos variados (relacionados com Tex) das colecções de Carlos Gonçalves, vice-presidente do Clube Português de Banda Desenhada, Mário João Marques e Carlos Moreira, directores do Clube Tex Portugal.

Mas, para além daquela que será até hoje a maior exposição de pranchas de Tex no nosso país, outro grande destaque da comemoração desta efeméride é que iremos ter em Portugal, para celebrar com os fãs e coleccionadores de Tex em particular e da banda desenhada em geral, DOIS autores do staff oficial de Tex: Moreno Burattini e Bruno Ramella, autores que dispensam apresentações, com a particularidade de que, pela primeira vez, vamos ter a presença no nosso país de um escritor de Tex, que acompanhará Bruno Ramella, um dos mais promissores desenhadores do Ranger, até à Amadora, nos dias 29 e 30 de Setembro p.f.

Moreno Burattini, ilustre sócio honorário do Clube Tex Portugal, será o primeiro escritor de Tex a participar num evento português.

Como forma de agradecimento por este convite, Bruno Ramella fará uma magnífica ilustração de Tex exclusiva para o evento da Amadora e dos 70 anos de Tex, no CPBD, tradição já habitual e que ocorre sempre que um autor de Tex nos visita, de modo a registar a sua primeira passagem por Portugal!

Bruno Ramella vai estrear-se na saga do Ranger, precisamente neste mês de Julho, numa aventura épica que trará o (quarto) retorno, mais de 25 anos depois, do surpreendente homem dos cem rostos, o “ressuscitado” Proteus, o que mostra bem a confiança depositada por Mauro Boselli, principal responsável editorial de Tex, em Bruno Ramella.

O regresso de Perry Drayton, mais conhecido por “Proteus”, numa página desenhada por Bruno Ramella.

Para finalizar, assinale-se que em 2018 teremos em Portugal a incrível presença e participação de SETE autores de Tex, um muito provável recorde a nível mundial, número que pode vir a ser aumentado, porque ainda só atingimos a primeira metade de 2018.

(Imagens e texto parcialmente reproduzidos do Tex Willer Blog, onde poderão ver o “post” completo e mais informações sobre este evento).

OS GATOS FORAM AO ENCONTRO DE TEX WILLER

No passado mês de Abril, o Clube Tex Portugal começou a festejar, com a sua 5ª Mostra, no Museu do Vinho Bairrada (Anadia), os 70 anos de publicação ininterrupta da revista Tex Willer, da editora italiana Bonelli, e convidou Jorge Magalhães (que não pôde estar presente) e Catherine Labey a assistir ao evento.

Para agradecer esse convite, Catherine Labey decidiu desenhar um pequeno “pastiche” de Tex… onde não podiam faltar os gatos, ou seja, os animais de que ela mais gosta e que mais venera desde a infância! Uma brincadeira, com o seu traço sui generis, em homenagem a um dos maiores heróis da BD western.

E, como é óbvio, ofereceu esses originais (que seguidamente reproduzimos) a José Carlos Francisco, presidente do Clube Tex Portugal e alma mater do culto texiano no nosso país, onde ganha cada vez mais adeptos.

Que saibamos, nunca apareceram gatos numa história de Tex… A prova disso é que até Kit Carson, o fiel amigo do nosso herói, se admirou!

(A propósito desta afirmação, obviamente temerária da nossa parte, ver nos comentários a resposta de José Carlos Francisco, repondo a verdade dos factos).

TEX A CAVALO – NA 5ª MOSTRA DO CLUBE TEX PORTUGAL (ANADIA)

A saudação de Tex

Perante numerosa assistência, um singular evento assinalou a abertura da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal, no passado dia 28 de Abril: a chegada, a cavalo, de Tex Willer ao Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, numa perfeita encenação das gloriosas cavalgadas desta mítica personagem da BD western (embora num cenário muito diferente).

Depois de saudar galhardamente os assistentes (que não perderam a ocasião para o fotografar de todos os ângulos), Tex passeou pelos arredores do Museu — onde esteve patente a Mostra, com a presença e alguns trabalhos de dois ilustres desenhadores italianos, Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino —, desfrutando a ridente paisagem desta afamada região vinícola, montado no seu garboso corcel “Dinamite” (substituído por uma égua… pormenor que para os admiradores de Tex presentes na cerimónia não teve a menor importância, pois ficaram encantados com o porte do belo animal).

Extraídas do Tex Willer Blog, com a devida vénia ao seu autor, Joaquim Santos, apresentamos algumas imagens de mais uma memorável visita de Tex a Anadia, vestido a rigor com a sua indumentária característica e os seus inseparáveis colts, como pela mão dos desenhadores que o tornaram famoso. A última foto, com Catherine Labey a afagar “Dinamite”, ainda recordada do seu passado de amazona em França, foi tirada por Cristina Amaral, a quem endereçamos também os nossos agradecimentos.

Tex à chegada ao Museu do Vinho Bairrada

Tex Willer nas terras da Bairrada

Tex e os desenhadores italianos Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino

Tex Willer, a Direcção do Clube Tex Portugal e os dois mestres italianos

Catherine Labey faz uma festinha reverente ao Dinamite

PROGRAMA OFICIAL DA 5ª MOSTRA DO CLUBE TEX PORTUGAL (28 E 29 DE ABRIL)

Convite para a Inauguração da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal, com arte de Alessandro Bocci

Data: 28 de Abril (sábado) e 29 de Abril (domingo)
Horário: 11h00 – 19h00 horas
Local: Museu do Vinho Bairrada – ANADIA

Entrada: GRATUITA, com direito a entrada, também gratuita, na Exposição Permanente, designada por Percursos do Vinho e exposta ao longo de seis salas temáticas, com peças de valor arqueológico, etnográfico e técnico, reunidas com a colaboração de diversos vitivinicultores, entidades locais e nacionais; e na Exposição Temporária A experiência do Lugar, assim se intitula esta exposição antológica dedicada a Júlio Resende, e que destaca algumas obras raras do artista, nomeadamente uma reprodução do fresco que realizou, em 1966, para o Tribunal de Justiça de Anadia.

Tema: A Mostra tem como ponto alto a presença de dois consagrados desenhadores italianos de banda desenhada: Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino, que vêm expor trabalhos de sua autoria relacionados a Tex:

Alessandro Bocci  com “Maria Pilar” e “Il Mescalero senza Volto”Uma dúzia de pranchas (a preto e branco, mas também a cores) do autor, seleccionadas pelo próprio, que pretendem dar a conhecer aos visitantes, no seu formato original, algumas das mais belas páginas destas histórias de Tex.

Alessandro Nespolino com “Partita Pericolosa” — Uma dúzia de pranchas do autor, seleccionadas também pelo próprio, que pretendem dar a conhecer, aos visitantes da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal, algumas das mais belas páginas da sua única, até ao presente, história de Tex.

Cartaz (da autoria de Alessandro Nespolino) da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal

Programa

Sábado, 28 de Abril
14h30 Chegada, a cavalo, de Tex Willer ao Museu do Vinho Bairrada;
14h45 Inauguração Oficial da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal (Auditório);
15h15Visita guiada por Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino às suas exposições;
15h30Espumante de Honra, aberto aos convidados e público presente;
16h00 Apresentação do livro “Capitan Jack”, de Tito Faraci e Enrique Breccia (Polvo), com a participação de Rui Brito e Pedro Bouça, sob moderação de João Miguel Lameiras (Auditório);
16h30 Sessão de autógrafos com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino, disponível para todo o público presente, durante a qual os autores terão oportunidade de assinar os desenhos feitos por cada um especialmente para os cartazes da Mostra.
18h00 Desenho ao vivo com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino, EXCLUSIVO para sócios do Clube Tex Portugal (desenhos para não sócios somente depois de atendidos os pedidos dos sócios presentes);
20h30Jantar/Tertúlia com a participação de Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino (Restaurante “Nova Casa dos Leitões”).

Domingo, 29 de Abril
11h00 Desenho ao vivo com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino, EXCLUSIVO para sócios do Clube Tex Portugal (desenhos para não sócios somente depois de atendidos os pedidos dos sócios presentes);
12h00 Sessão de autógrafos com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino;
13h00 Almoço/Tertúlia com a participação de Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino (Restaurante “Curiagrillbar”).

15h00 Conferência “Tex na Colecção Bonelli” com a participação de José de Freitas, João Miguel Lameiras e Mário João Marques, sob a moderação de Pedro Cleto (Auditório);
16h00 Sessão de autógrafos com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino;
17h00 Desenho ao vivo com Alessandro Bocci e Alessandro Nespolino, EXCLUSIVO para sócios do Clube Tex Portugal (desenhos para não sócios somente depois de atendidos os pedidos dos sócios presentes);
18h15 Festa de Encerramento.

Cartaz (da autoria de Alessandro Bocci) da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal

OS CARTAZES DA 5ª MOSTRA DO CLUBE TEX PORTUGAL

Cartaz da 5ª. Mostra do Clube Tex Portugal, da autoria de Alessandro Bocci

Por José Carlos Francisco

Nos dias 28 e 29 de Abril deste ano, realizar-se-á na cidade de Anadia, capital da região bairradina, a 5ª Mostra do Clube Tex Portugal, onde obviamente não deixará de estar presente em grande destaque a personagem Tex Willer, não só pelas duas exposições associadas ao Ranger, mas também pela presença dos conceituados desenhadores italianos Alessandro Nespolino e Alessandro Bocci.

Esboço  de Alessandro Nespolino para o seu cartaz da 5ª Mostra do Clube Tex Portugal

Como forma de agradecimento por este convite português e tendo em conta que o evento se realizará no Museu do Vinho Bairrada, Alessandro Nespolino desenhou, numa típica adega portuguesa, o engenheiro Tavares da Silva (corria o ano de 1890) a servir uma taça de espumante a Tex Willer.

A produção de vinhos espumantes iniciou-se na Bairrada em 1890, por iniciativa de José Maria Tavares da Silva, director da Escola Prática de Viticultura e Pomologia da Bairrada, a actual Estação Vitivinícola da Bairrada. Tavares da Silva é figura icónica de Anadia e da Bairrada, precisamente por ser considerado o “pai” do espumante português. O engenheiro Tavares da Silva foi o seu primeiro director, tendo-se revelado o seu desempenho decisivo para o desenvolvimento da viticultura e enologia. Das várias tentativas realizadas em Portugal para a elaboração de vinhos espumantes pelo método champanhês, foi este devotado engenheiro que protagonizou, em 1890, em Anadia, os resultados mais notáveis na preparação destes, sendo um dos pioneiros do seu fabrico em Portugal.

Arte final a tinta-da-china por Alessandro Nespolino. Todos os objectos da adega são retratados ao ínfimo pormenor

Alessandro Nespolino foi ao mais ínfimo pormenor para retratar Tex Willer com o engenheiro Tavares da Silva, como se pode constatar por exemplo pelo formato da taça à época: a Taça Maria Antonieta nas mãos de Tex. Na ilustração também podemos ver, dentro da adega, uma pupitre (suporte para garrafas de espumante) da época.

Com esta especial arte, que irá directamente para a ala de Tex no Museu do Vinho Bairrada, Alessandro Nespolino torna, assim, esta quinta presença do Ranger na capital da Bairrada, uma região rica e afamada pelo seu leitão, mas também pela produção de apreciados espumantes, muito mais especial [como demonstram as ilustrações deste texto, reproduzidas do Tex Willer Blog, desde o esboço inicial ao desenho (colorido pelo próprio autor) já impresso no cartaz que mostramos mais abaixo, e que os nossos leitores, por amabilidade de José Carlos Francisco e do seu consagrado blogue, podem também comparar com a arte a tinta- -da-china para os amantes do preto & branco!]

Cartaz da autoria de Alessandro Nespolino da 5ª. Mostra do Clube Tex Portugal

Cartaz da 5ª. Mostra do Clube Tex Portugal, da autoria de Alessandro Nespolino