OS GATOS FORAM AO ENCONTRO DE TEX WILLER

No passado mês de Abril, o Clube Tex Portugal começou a festejar, com a sua 5ª Mostra, no Museu do Vinho Bairrada (Anadia), os 70 anos de publicação ininterrupta da revista Tex Willer, da editora italiana Bonelli, e convidou Jorge Magalhães (que não pôde estar presente) e Catherine Labey a assistir ao evento.

Para agradecer esse convite, Catherine Labey decidiu desenhar um pequeno “pastiche” de Tex… onde não podiam faltar os gatos, ou seja, os animais de que ela mais gosta e que mais venera desde a infância! Uma brincadeira, com o seu traço sui generis, em homenagem a um dos maiores heróis da BD western.

E, como é óbvio, ofereceu esses originais (que seguidamente reproduzimos) a José Carlos Francisco, presidente do Clube Tex Portugal e alma mater do culto texiano no nosso país, onde ganha cada vez mais adeptos.

Que saibamos, nunca apareceram gatos numa história de Tex… A prova disso é que até Kit Carson, o fiel amigo do nosso herói, se admirou!

(A propósito desta afirmação, obviamente temerária da nossa parte, ver nos comentários a resposta de José Carlos Francisco, repondo a verdade dos factos).

Advertisements

5 thoughts on “OS GATOS FORAM AO ENCONTRO DE TEX WILLER

  1. Foi com muito orgulho e com enorme honra que recebi das mãos da Catherine estas duas páginas originais de uma peculiar história de Tex. São mais dois itens especiais da minha já grandiosa colecção… mas esta não foi a primeira vez que tivemos gatos nas histórias de Tex… inclusive aquando da grande exposição em Moura que contou com a ilustre presença do Fabio Civitelli tivemos lá expostas duas pranchas de Tex onde havia este querido animal como pode ser visto em http://texwillerblog.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/08/Inaugura%C3%A7%C3%A3o-do-Sal%C3%A3o-MOURABD2007-9.jpg

    Like

  2. Muito obrigado pelo comentário, amigo Zeca, em meu nome e no da Catherine… e sobretudo pela informação que nos deu, provando que nada lhe escapa nas histórias do Tex! Eu, que também estive em Moura, aquando dessa grande exposição (em que tive o grato prazer de o conhecer pessoalmente), é que já não me lembrava das duas pranchas que indicou… A propósito, quem foi o desenhador? Galep… Fusco… Monti… Nicoló? Confesso que não consigo identificá-lo.
    Um grande abraço,
    JM

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s