NOVA SÉRIE DO “FANDWESTERN” DEDICADA A VÍTOR PÉON – VOLUMES 2, 3 e 4

capa-falsa-acusacao

Por cortesia de José Pires, nosso amigo de longa data, companheiro de muitas jornadas desde os tempos heróicos em que lançámos o Fandaventuras e o Fandwestern (dois fanzines que ainda estão em publicação, graças ao incansável labor deste apaixonado pela BD clássica, que os edita mensalmente, com infalível pontualidade), apresentamos mais um número do Fandwestern, distribuído em Fevereiro, com a reedição da primeira história desenhada por Vítor Péon para a mítica revista O Mosquito, na sua estreia, em 1943, como autor de banda desenhada.

Neste número, figura também uma história curta de Péon, com o título “Traidor em Fuga” (e argumento de Orlando Marques), realizada em 1946 para O Pluto, revista em que Péon foi o principal colaborador artístico, ilustrando-a de uma ponta à outra, num alarde de talento, versatilidade e energia criativa.

pag-falsa-acusacao-1

pag-falsa-acusacao-2

pag-falsa-acusacao-2

Denver Bill, o herói de “Falsa Acusação”, acusado de tentativa de homicídio, vê-se em apuros para provar a sua inocência, tendo de enfrentar bandidos, xerifes, “peles- -vermelhas”, incêndios, avalanches, ataques de animais selvagens e muitos outros perigos e obstáculos, mas conta com a preciosa ajuda do seu cavalo Flyer, do capitão Brent, um velho companheiro de armas, e da gentil Jane Spring, filha do xerife que o persegue porque o considera um assassino.

A acção trepidante é descrita à maneira inglesa, sem balões, em legendas didascálicas, isto é, texto alinhado debaixo das vinhetas (em geral seis ou sete por página n’O Mosquito, que apresentou os primeiros episódios a cores).

fandwestern-dick-storm

Em Janeiro, como já anunciámos, o Fandwestern reeditou duas outras histórias de Vítor Péon: “O  Juramento de Dick Storm“, publicada também n’O Mosquito, pouco tempo depois de Falsa Acusação”, e Três Balas”, cuja acção trepidante, baseada numa novela de Orlando Marques, se desenrola igualmente no cenário mítico do Oeste americano.

“O Juramento de Dick Storm” é outro western de boa cepa como “Falsa Acusação”, recheado de movimento e de lances dramáticos, com um herói obcecado pelo desejo de vingança, em luta com o bando que, por causa do mapa de um tesouro, tirou a vida ao seu pai. Em companhia da jovem e destemida Ruth Sinclair, Dick Storm irá encontrar esse tesouro (e o amor e a felicidade), depois de ter cumprido o seu juramento.

Mais uma vez, Péon deu largas ao prazer de desenhar cavalos, realçando o papel dos equídeos nesta aventura, mormente da montada de Dick (o “malhado), que intervém sempre a tempo de salvar a vida do dono.

peon-dick-storm-pag-3

peon-dick-storm-pag-30

peon-dick-storm-pag37-copy

Oriunda d’O Pluto, revista editada por Roussado Pinto, em 1945-46, e que durou apenas 25 números, Três Balas” ficou incompleta, mas surgiu em nova versão (remontada parcialmente e com 120 estampas coloridas) numa das primeiras colecções de cromos do género, editada pela fábrica de rebuçados “A Oriental”.

Curiosamente, nesta movimentada aventura, cujo protagonista, chamado Duke Carson, mudou de nome na colecção de cromos — com o título “Fred Bill, o Terror do Texas” —, o mote é semelhante ao de “O Juramento de Dick Storm”: o juiz Carson, atacado pelo bando de Juanilo, o mexicano, entrega ao filho, antes de morrer, uma pistola com três balas, como instrumento da sua vingança.

fandwestern-trc3aas-balas

Embora tivesse ficado incompleta, como referimos, “Três Balas” é um perfeito paradigma dos serials cinematográficos dos anos 1930/40, que faziam furor entre a rapaziada, com uma acção que flui continuamente, à boa maneira de Péon, sem intrigas complicadas, centrada na dinâmica do movimento e na arte cinética dos cavalos.

A propósito, em Fred Bill, o Terror do Texas” o herói encontra um novo destino na companhia de Walzir, uma jovem índia de espírito abnegado, e de Corisco, o seu fogoso corcel, que transpõe rios e desfiladeiros e salta precipícios com uma agilidade espantosa, conseguindo escapar incólume, como o dono, às mais perigosas quedas.

peon-tres-balas-1

3-balas-15

25

Estes fanzines encontram-se à venda na Loja de José Manuel Vilela, Calçada do Duque, 19-A, 1200-155, Lisboa, mas podem também ser encomendados ao editor, por quem não mora na capital, bastando escrever para o e-mail gussy.pires@sapo.pt

A título de curiosidade, informamos que um dos próximos projectos de José Pires é a reedição das aventuras de “Texas Moore”, um dos mais empolgantes westerns criados por Vítor Péon e que teve publicação no Diabrete em 1947-48.

cartazete-peon

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s