UM BRINDE A TEX WILLER DE OLHO NO FUTURO! – 1

adriano-rainhoOs 45 anos da publicação sem interrupção de Tex nas bancas e discussão sobre o seu futuro editorial no Brasil

Artigo de Adriano Rainho [1], reproduzido, com a devida vénia, do Tex Willer Blog

tex-foi-criado-na-italia-por-gian-luigi-bonelli-e-aurelio-galleppini-no-dia-30-de-setembro-de-1948-surgiu-a-primeira-historia-de-tex-o-totem-misterioso

um-homem-chamado-texTex é publicado no Brasil, sem interrupções, todos os meses, desde o mês de Fevereiro do ano de 1971, por quatro editoras diferentes: Vecchi, RGE, Globo e Mythos.

Trata-se de um fenómeno editorial, sem dúvidas, além de ser o meu grande herói dos quadrinhos.

É de carne e osso como nós — ele não tem super poderes —, mas está sempre lutando pela justiça em suas aventuras no Velho Oeste Americano!

os-criadores-de-tex

O número 1 tem como história O Signo da Serpente e veio com um brinde – um arco e flecha de brinquedo. Nos números 1 ao nº 37 (O Temível Coiote Negro) as revistas apresentavam formato italiano, 14cm de largura x 20,5cm de altura; a partir do nº 38, o tamanho da revista mudou para 13,5 cm de largura x 17,7 cm de altura.

tex-no-1-da-1a-edicao

tex-no-37-da-1a-edicao

A colecção principal de Tex – eu costumo chamar de 1ª edição – não seguiu inicialmente a ordem cronológica italiana. A editora Vecchi, primeira a editar Tex, como estratégia de vendas publicou somente histórias completas em cada revista, do nº 1 até o nº 39. Somente a partir do nº 40 começou a publicar histórias continuadas em dois ou três números:

40 O Bruxo Mouro
41 – O Mistério das Pedras Venenosas
42 – A Caverna do Vale dos Gigantes

Desta aventura continuada, publicada em três revistas, surgiu o único filme de Tex para o cinema, no ano de 1985, em Itália: Tex Willer e Os Senhores do Abismo, tendo como actor protagonista o famoso Giuliano Gemma interpretando Tex. Lançado no Brasil primeiramente em VHS pela F J Lucas Vídeo.

tex-e-o-senhor-do-abismo

E depois em DVD pela Classic Line.

tex-e-os-senhores-do-abismo

Nas revistas nº 78, de Agosto de 1977, com a história Espectros, e na nº 160, de Janeiro de 1983, com a história O Vale da Morte, publicadas pela editora Vecchi, vieram encartados de brinde um póster super especial.

tex-no-78-da-1a-edicao

poster-inserido-em-tex-no-78-da-1a-edicao

tex-no-160

poster-inserido-em-tex-no-160

A editora Vecchi foi quem publicou Tex até meados do ano de 1983 – desde o nº 1 até o nº 164: Selva Cruel. Em Outubro de 1983, a editora RGE (Rio Gráfica) manteve a numeração e lançou Tex 165: O Rosto do Traidor.

tex-no-164-e-165

A mesma editora publicou Tex até Dezembro de 1986, com o nº 206: Fuga de Anderville. Em Janeiro de 1987, Tex passa a ser publicado pela editora Globo, com o nº 207, intitulado O Hotel dos Fantasmas

tex-no-206-e-207

… permanecendo nesta editora até Dezembro de 1998 com o Tex nº 350: A Bomba Humana. A nova fase, com a editora Mythos, iniciou-se no nº 351: O Bando dos Irlandeses, de Janeiro de 1999, e segue até os dias de hoje com o nº 562: Caravana dos Bravos, de Agosto de 2016.

tex-no-350-351-e-562

A colecção de Tex teve uma segunda edição, que se iniciou em Abril de 1977 com o nº 1. Foram ao todo 150 números de Tex, que vão dos nºs 1 ao 149. A diferença ocorre porque enquanto Tex 94, da 1ª edição, trouxe uma aventura completa com o título Pacto de Sangue, a segunda edição trouxe Tex 94: Pacto de Sangue e Tex 94A: A Vingança de Águia da Noite, ou seja, a mesma aventura dividida em dois números.

A 2ª edição de Tex foi publicada por três editoras: Vecchi (dos nºs 1 ao 94), Rio Gráfica (dos nºs 94A a 134) e Globo (dos nºs 135 ao 149).

tex-no-134135-e-149-da-2a-edicao

(Nota: a 2ª parte deste artigo será publicada em breve)

 [1] Texto publicado originalmente no Site “Colecionadores de HQs“, logooficialblogem 1 de Setembro de 2016

Viva Tex Willer, os seus “pards” e todas as personagens Bonelli. Tenho a certeza de que Gian Luigi Bonelli e Sergio Bonelli estarão lá no céu dando-nos aquela força para que mais 45 anos, no mínimo, as personagens Bonelli continuem a ser publicadas aqui no Brasil, a segunda casa de Tex no mundo, depois somente da Itália, onde ele é considerado um mito!!!

Prezo a amizade, a honestidade e o senso de justiça entre as pessoas!!!
Aprendi com meu herói dos quadrinhos Tex Willer!
(Adriano Rainho)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s